Sigmund FreudO Homem do século XXI tem vivido situações limite que se apresentam como geradoras de algum sofrimento emocional, comprometendo a sua vida pessoal, profissional, familiar, amorosa e sexual.

A psicanálise do nosso século, embora fundamentada nas ideias freudianas e pós-freudianas, propõe uma reflexão sobre o Homem contemporâneo e sua subjetividade, comprometido que está com as suas mudanças internas para, assim, re-significar a sua existência.

E o processo psicanalítico é um caminho para o seu autoconhecimento, um caminho que se percorre a dois, o paciente e o/a psicanalista em busca de uma reconciliação com a sua própria história.

Importante ressaltar que no processo psicanalítico, não cabe a psicanálise explicar, mas sim, implicar o sujeito que nela se frequenta ao acossar os seus conteúdos inconscientes para ser possível REVIRAR.